China lança Shijian 11-05



Shijian11-05

A China embarcou na segunda metade do seu calendário de lançamentos orbitais com o lançamento do satélite SJ-11 Shijian 11-05 às 0927:03UTC do dia 15 de Julho de 2013 utilizando o foguetão CZ-2C Chang Zheng-2C (Y23) a partir da Plataforma de Lançamento 603 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan.

Este é o primeiro lançamento na série Shijian-11 desde 18 de Agosto de 2011 altura em que ocorreu um invulgar acidente com um foguetão CZ-2C que levou à perda do satélite Shijian 11-04. Por outro lado, este é o primeiro lançamento orbital da China desde o final da missão espacial tripulada SZ-10 Shenzhou-10 que realizou a última visita ao módulo orbital TG-1 Tiangong-1 que deverá ser removido de órbita no mês de Setembro de 2013.

Tal como aconteceu com as anteriores missões da série Shijian-11, a verdadeira natureza destes satélites não foi revelada com os media chineses a referirem que este é um «satélite experimental». Porém, analistas ocidentais apontam para a possibilidade destes serem satélites de aviso antecipado equipados com sensores de infravermelhos e capazes de detectar o lançamento de mísseis balísticos intercontinentais. Tradicionalmente, estes satélites operam em órbita com um perigeu a 690 km, apogeu a 705 km e inclinação orbital de 98,1º. O primeiro objecto resultando deste lançamento foi detectado numa órbita com um perigeu a 681 km, apogeu a 704 km e inclinação orbital de 98,10º.

O satélite Shijian 11-0 foi lançado a 12 de Novembro de 2009, o Shijian 11-03 a 6 de Julho de 2011, o Shijian 11-02 a 29 de Julho de 2011 e o Shijian 11-04 a 18 de Agosto de 2011, tendo sido perdido no lançamento.

Este foi o 4945º lançamento orbital bem sucedido, sendo o 178º lançamento orbital bem sucedido da China e o 59º lançamento orbital bem sucedido a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, sendo o 4º lançamento da China e o 3º lançamento desde Jiuquan em 2013.

Para 2013 estão agora previstos 101 lançamentos orbitais. A seguinte tabela mostra os totais de lançamentos executados este ano em relação aos previstos para cada polígono (entre parêntesis estão os lançamentos fracassados se for o caso):

Baikonur – 13 (1) / 29

Plesetsk – 3 / 11

Dombarovskiy – 0 / 2

Cabo Canaveral AFS – 5 / 14

Wallops Island MARS – 1 / 3

Vandenberg AFB – 2 / 6

Kauai – 0 / 1

Jiuquan – 3 / 4*

Xichang – 1 / 3

Taiyuan – 0 / 5*

Tanegashima – 1 / 3

Kagoshima – 0 / 1

Kourou – 4 / 9

Satish Dawan, SHAR – 2 / 4

Sohae – 0 / 1*

Semnan – 1 (1?)* / 4*

Naro – 1 / 1

Odyssey – 1 (1) / 1

* Valores incertos

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo 42,9% foram realizados pela Rússia; 22,9% pelos Estados Unidos (incluindo ULA, SpaceX e Orbital SC); 11,4% pela Arianespace; 11,4% pela China; 5,7 % pela Índia; 2,9% pelo Japão; e 2,9% pela Coreia do Sul.

Os próximos cinco lançamentos orbitais previstos são:

19 Jul (1251:00) – Atlas-V/551 (AV-040) – Cabo Canaveral AFS, SLC-41 – MUOS-2

25 Jul (1953:00) – Ariane-5ECA (VA214) – CSG Kourou, ELA3 – Alphasat I-XL (Inmarsat-XL); Insat-3D

27 Jul (2045:06) – 11A511U Soyuz-U (130) – Baikonur, LC31 PU-6 – Progress M-20M (ISS-52P)

?? Jul (????:??) – CZ-4C Chang Zheng-4C – Taiyuan, LC9, YG-17 Yaogan Weixing-17

03 Ago (1948:00) – H-2B (F4) – Tanegashima, Yoshinobu LP2 – HTV-4 Kounotori-4

Deixe um comentário