China lança satélite de retransmissão para apoiar missão Chang’e-4



A China levou a cabo o lançamento do satélite de retransmissão de comunicação e de dados Queqiao (鹊桥) que será utilizado para apoiar a missão lunar não tripulada Chang’e-4 que será lançada em finais de 2018.

O lançamento do Queqiao teve lugar às 2128UTC do dia 20 de Maio de 2018 e foi levado a cabo pelo foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C (Y27) a partir do Complexo de Lançamento LC3 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan. Este foi o 15º lançamento orbital da China em 2018 e o primeiro lançamento de um foguetão Chang Zheng-4C desde Xichang.

O Queqiao inicia assim uma viagem de vários dias até ao ponto Lagrange L2 do sistema Terra – Lua onde será posicionado para servir de elemento de retransmissão de comunicações e de dados para a sonda lunar Chang’e-4 que será lançada para a Lua em finais de 2018. Alunando no lado oculto da Lua, a Chang’e-4 não tem uma ligação directa de comunicações com a Terra. Assim, todas as suas comunicações e envio de dados serão feitos através da Queqiao que irá retransmitir toda a informação para as estações de recepção no nosso planeta.

O satélite é baseado na plataforma CAST100 e será capaz de proporcionar transmissão em tempo real tanto a partir da Chang’e-4 como a partir do rover lunar que esta sonda ir´colocar na superfície do nosso satélite natural. A sonda tem uma massa de 425 kg e é estabilizada nos seus três eixos espaciais, tendo uma precisão de orientação de 0,06º. Esta equipada com um sistema de propulsão a hidrazina  de 130 N e que será utilizado para as manobras de transferência orbital. A bordo transporta 100 kg de propolente.

As comunicações serão levadas a cabo através de quatro canais entre o satélite e a Chang’e-4 / rover (banda-X) e um canal entre o Queqiao e a Terra (banda-S). Para a recepção e transmissão, o satélite está equipado co uma antena parabólica de 4,2 metros de diâmetro. A velocidade de transmissão de dados é de 125 bps (para a Chang’e-4 / rover), 280 kbps (da Chang’e-4 / rover) e 2 Mbps (para as estações na Terra através de banda-S). O seu tempo de vida útil é de 5 anos.

O satélite também transporta um detector de rádio de baixa frequência de fabrico Holandês (NCLE – Netherlands-China Low-frequency Explorer), desenvolvido pela Universidade Radbound, que irá fornecer imagens de rádio do céu e medições da dependência da frequência das ondas de rádio em bandas de muito baixas frequências para levar a cabo observações astronómicas nesses comprimentos de onda.

No futuro o Queqiao poderá ser utilizado para apoiar outras missões que venham a explorar o lado oculto da Lua.

Juntamente com o Queqiao foram lançados dois pequenos satélites designados Longjiang-1 ‘DSLWP-A1’ (龙江一号) e Longjiang-2 ‘DSLWP-A2’ (龙江二号) – Discovering the Sky at Longest Wavelengths Pathfinder. Desenvolvidos pelo Instituto Harbin de Tecnologia e com uma massa de 45 kg, os dois satélites serão colocados em órbitas elípticas em torno da Lua com um periápsis de 200 km e um apoápsis de 9.000 km. 

Os dois satélites irão voar em formação em torno da Lua para levar a cabo uma missão de rádio-astronomia de baixas frequências, comunicações de rádio amador e missões educacionais. A estação de rádio-amador fornecerá telecomandos de uplink e telemetria, além de downlink de imagens digitais. Um comando aberto está também disponível para que os rádio-amadores sejam capazes de enviar comandos para obter e fazer o download de fotografias.

Ambos os satélites são estabilizados nos seus três eixos espaciais e a carga de rádio-astronomia é composta por duas antenas de polarização linear colocadas ao longo e na posição normal à direcção de voo, utilizando a Lua como um escudo natural contra as emanações de rádio provenientes da Terra. Para além deste dispositivo, os dois satélites transportam uma micro-câmara óptica desenvolvida pelo KACST (King Abdulaziz City for Science and Technology), que também desenvolveu o sistema de comunicações de rádio-amador.

O foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C

CZ-4CO desenvolvimento do foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C (Longa Marcha-4C) de três estágios tem como base o foguetão CZ-4B Chang Zheng-4B e surge pela necessidade de se desenvolver um lançador cujo estágio superior tivesse a capacidade de múltiplas ignições em órbita com o motor YF-40A. Para além desta capacidade, o CZ-4C possui anéis estruturais na base do primeiro e do segundo estágio, uma cobertura climatérica na secção inter-estágio (que é ejectada no lançamento) e uma carenagem de maiores dimensões (que foi pela primeira vez introduzida com o CZ-4B). Outras características incluem um sistema de de gestão de propolente no terceiro estágio, um sistema de controlo de lançamento automatizado e controlado de forma remota, novos procedimentos no teste dos sistemas do lançador, transmissão de dados e de telemetria melhorada, e um novo sistema de fornecimento de energia, para além de um novo computador de voo com uma melhor performance de calculo e um sistema de fornecimento de energia mais pequeno, porém mais eficaz, e um novo sistema de orientação com obtenção de dados de GPS. Assim, todas estas características permitem que o CZ-4C Chang Zheng-4C seja capaz de colocar em órbita cargas de maiores dimensões e com uma maior precisão em relação ao CZ-4B Chang Zheng-4B.

O lançador adopta também um novo procedimento de verificação e em vez de ser testado numa posição horizontal antes de ser erigido na plataforma de lançamento, o veículo pode ser montado e testado na plataforma ao mesmo tempo, reduzindo num terço assim o tempo de preparação para o lançamento.

O CZ-4C é capaz de colocar uma carga de 4.200 kg numa órbita terrestre baixa, 2.800 kg numa órbita sincronizada com o Sol a 900 km de altitude ou 1.900 kg numa órbita de transferência para a órbita geossíncrona.

No lançamento desenvolve uma força de 2.960.000 kN e a sua massa total é de cerca de 250.000 kg. Tem um comprimento total de 48,50 metros e um diâmetro de 3,35 metros.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5746

– Lançamento orbital China: 290 (5,05%)

– Lançamento orbital desde Xichang: 114 (1,98%)

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

21 Mai (0839:00) – Antares-230 – MARS Wallops Island, LP-0A – Cygnus OA-9 (CRS-9); CubeRRT; HaloSat; RainCube; SORTIE; TEMPEST-D; CaNOP; RadSat-g; EQUISat; MemSat; Endurosat One

22 Mai (1947:58) – Falcon-9 (B1043.2) – Vandenberg AFB, SLC-4E – Iridium-NEXT (110); Iridium-NEXT (147); Iridium-NEXT (152); Iridium-NEXT (161); Iridium-NEXT (162); GRACE-FO 1; GRACE-FO 2

31 Mai (0429:00) – Falcon-9 – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – SES-12

06 Jun (1112:41) – 11A511U-FG Soyuz-FG (U15000-084) – Baikonur, LC1 PU-5 – Soyuz MS-09

10 Jun (????:??) – CZ-3A Chang Zheng-3A – Xichang, LC2 – FY-2H Fengyun-2H

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.