China deverá lançar primeiro Chang Zheng-7 no dia 25 de Junho



CZ-7Y1 9

A China deverá iniciar uma nova era na sua aventura espacial com o lançamento do primeiro foguetão CZ-7 Chang Zheng-7 às 12:00UTC do dia 25 de Junho de 2016. O lançamento terá lugar a partir do novo Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang, Ilha de Hainan.

A bordo do primeiro CZ-7 estará um protótipo do que poderá vir a ser o futuro veículo espacial tripulado da China. O modelo da futura cápsula espacial tripulada da China que será transportado pelo primeiro CZ-7, é uma versão muito reduzida do que será o novo veículo espacial tripulado chinês. Desenhos já revelados da nova cápsula mostram que na sua parte superior o veículo estará equipado com pára-quedas, antenas GNSS e uma antena especialmente desenhada para evitar o silêncio de rádio durante a reentrada atmosférica. O veículo deverá ser fabricado em avançadas ligas de alumínio para assim reduzir a sua massa e permitir o transporte de mais tripulação e carga.

O novo veículo tripulado deverá ter uma massa entre 14 e 20 toneladas e deverá ser utilizada em missões tanto na órbita terrestre como no espaço profundo, com missões lunares, aos pontos de Lagrange, aos asteróides e a Marte.

Apesar de ainda não ter sido aprovada pelo governo chinês, o novo veículo espacial pode ser rapidamente desenvolvido após a aprovação.

O novo foguetão CZ-7 irá tornar-se no futuro o principal vector espacial da China. Utilizando propelentes «limpos» (querosene e oxigénio líquido), o CZ-7 irá eventualmente substituir os actuais lançadores chineses que utilizam propelentes hipergólicos altamente tóxicos.

O CZ-7 foi projectado para colocar em órbita o veículo de carga TZ Tianzhou que irá servir a futura estação espacial modular TG Tiangong que deverá estar operacional em 2020. A estação espacial será colocada em órbita em vários lançamentos utilizando o mais potente foguetão CZ-5 Chang Zheng-5.

O Chang Zheng-7 tem um comprimento de 53,1 metros, diâmetro de 3,35 metros e o primeiro estágio é auxiliado por quatro propulsores laterais de combustível líquido com um comprimento de 2,25 metros. No lançamento tem uma massa de 594.000 kg e é capaz de colocar em órbita uma carga de 13.500 kg.

Deixe um comentário