Chang’e-4 deverá ser lançada em 2018



Chang'e-4

A China anunciou que a sonda lunar Chang’e-4 deverá ser lançada em 2018 para uma épica missão cujo principal objectivo será a realização de uma alunagem no lado oculto da Lua.

A Chang’e-4 foi desenvolvida como o veículo suplente da sonda lunar Chang’e-3 que transportou o veículo robótico Yutu para a superfície da Lua. Após o sucesso desta missão, a China adiou o lançamento da Chang’e-4 e concentrou os seus esforços de exploração na missão Chang’e-5 que tem como objectivo obter amostras da superfície lunar e transportar essas amostras para a Terra.

Porém, o programa de exploração da Chang’e-4 será bem distinto do que foi realizado com a Cheng’e-3, estando prevista a reconfiguração da sua carga científica. De forma a distinguir esta missão das restantes, o próprio nome da sonda pode ser alterado até à sua data de lançamento que deverá ocorrer em 2018 ou 2019. O lançamento deverá ser levado a cabo por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan.

Nesta altura, todas as partes da sonda foram fabricadas e aguardam a realizam de testes funcionais e operacionais.

Para auxiliar a missão, a Chijna pretende colocar um satélite de retransmissão e comunicações numa órbita lunar de transferência, sendo depois deslocado para uma órbita de Halo no sistema Terra – Lua, sendo colocada no ponto L2 de Lagrange. Com um tempo de vida útil de três anos, este satélite irá servir de meio de comunicação com a Terra para a Chang’e-4 na superfície lunar e irá levar a cabo as suas próprias observações científicas à semelhança do que foi levado a cabo com a sonda Chang’e-3.

A Chang’e-4 terá vários objectivos a cumprir no lado oculto da Lua, nomeadamente a primeira exploração humana daquela zona e demonstrar as tecnologias de retransmissão de dados, descida e deslocação na superfície lunar, além de demonstrar a geração de energia durante a noite lunar. A sonda irá também levar a cabo uma profunda observação do ambiente lunar para preparar futuras missões de exploração.

Além destes objectivos, a Chang’e-4 irá estudar as características da poeira lunar e o seu mecanismo de formação, levar a cabo medições do magnetismo residual na superfície lunar e estudar a sua interacção com o vento solar, estudar a temperatura da superfície lunar e o ambiente das suas partículas radioactivas, levar a cabo uma análise da topologia da superfície e executar uma análise detalhada da sua composição, estudar a estrutura interior da Lua e levar a cabo observações astronómicas.

A missão poderá contar com a participação de outros países e agências espaciais, nomeadamente a Agência Espacial Europeia

 

Tags:  , ,

Deixe um comentário