2010-024 CZ-3C Chang Zheng-3C (CZ3C-4/Y4) * BeiDou-2 (Compass-G3)



A China levou a cabo o lançamento de um novo satélite de navegação para o seu sistema COMPASS. O lançamento teve lugar às 1553:04UTC do dia 2 de Junho e foi levado a cabo por um foguetão CZ-3C Chang Zheng-3C (CZ3C-4/Y4) a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xi Chang, província de Sichuan.

O satélite BeiDou-2 ‘Compass-G3’ é o terceiro satélite geostacionário a ser colocado em órbita após o lançamento do BeiDou-2 ‘Compass-G2’ que teve lugar às 1616:03UTC do dia 14 de Abril de 2009 e do lançamento do BeiDou-2 ‘Compass-G1’ que teve lugar às 1612:04UTC do dia 16 de Janeiro de 2010.

Esta constelação de satélites irá consistir em 35 veículos em órbita, incluindo 30 satélites em órbitas médias com nove satélites em cada plano orbital e cinco satélites em órbita geossíncrona. Os satélites irão transmitir sinais nas frequências 1195,14 – 1219,14 MHz, 1256,52 – 1280,52 MHz, 1559,05 – 1563,15 Mhz e 1587,69 – 1591,79 MHz. É interessante referir que alguns dos sinais se sobrepõem ao sinais da rede Galileu e do código GPS. Segundo Dan Levin em "Chinese Square Off With Europe in Space" (The New York Times, 23 de Março de 2009), "segundo a política da ITU (International Telecommunications Union), o primeiro país a utilizar uma frequência específica tem prioridade sobre a mesma, e os fornecedores de serviços a transmitir na mesma frequência devem garantir que as suas transmissões não interferem com o sinal autorizado previamente."

Os satélites BeiDou-2 foram desenvolvidos tendo por base a plataforma DFH-3 e têm uma vida útil de 3 anos.

O Sistema de Satélites de Navegação Compass (SSNC) é o sistema de navegação por satélite de segunda geração da Chinacapaz de proporcionar um sinal contínuo de geoposicionamento tridimensional global, além de medição de velocidade. O sistema será inicialmente utilizado para fornecer serviços de posicionamento de alta-precisão para os utilizadores na China e nas regiões vizinhas, cobrindo uma área de cerca de 120 graus de latitude no Hemisfério Norte. O objectivo a longo termo é o de desenvolver uma rede de navegação por satélite similar ao GPS norte-americano e ao GLONASS russo. 

Tal como os sistemas norte-americano e russo, o SSNC tem dois tipos de serviço: um serviço civil com uma precisão de 10 metros na posição do utilizador, 0,2 m/s na velocidade e 50 nanossegundos no tempo; e um serviço militar ou autorizado, com maiores precisões. A primeira fase do projecto verá a cobertura do território chinês, mas no futuro a constelação Compass irá cobrir todo o globo.

Os anteriores satélites BeiDou foram lançados a 20 de Outubro de 2000 ‘BeiDou-1A’ (26599 2000-069A), 20 de Dezembro de 2000 ‘BeiDou-1B’ (26643 2000-082A), 24 de Maio de 2003 ‘BeiDou-1C’ (27813 2003-021A), 2 de Fevereiro de 2007 ‘BeiDou-1D’ (30323 2007-003A), 13 de Abril de 2007 ‘BeiDou-2 Compass-M1’ (31115 2007-011A) e 14 de Abril de 2009 ‘BeiDou-2 Compass-G2’ (34779 2009-018A).

Este foi o quarto lançamento do foguetão CZ-3C Chang Zheng-3C. Este foguetão foi desenvolvido para preencher a lacuna entre o foguetão CZ-3A Chang Zheng-3A e o foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B, tendo uma capacidade de colocar 3.800 kg numa órbita de transferência para a órbita geossíncrona. Este é um lançador a três estágios semelhante ao CZ-3B mas somente com dois propulsores laterais de combustível líquido no primeiro estágio.

O desenvolvimento do CZ-3C foi iniciado em Fevereiro de 1999. O foguetão tem uma massa no lançamento de 345.000 kg. Os dois primeiros estágios bem como os dois propulsores laterais consomem propolentes hipergólicos enquanto que o terceiro estágio consome propolente criogénicos. O comprimento total do lançador é de 54,838 metros, com um diâmetro de 3,35 metros no estágio principal e 3,00 metros no terceiro estágio.

O primeiro lançamento do CZ-3C Chang Zheng-3C teve lugar a 25 de Abril de 2008 quando colocou em órbita o satélite de comunicações e dados TL-1 Tian Lian-1.

Este foi o 125º lançamento com sucesso por parte da China, sendo o 124º lançamento de um foguetão da família Chang Zheng (Longa Marcha, em português).

Equipado com duas plataforma de lançamento (LC2 e LC3), o Centro de Lançamento de Satélites de Xi Chang está situado na província de Sichuan no Sudoeste da China e é o local preferencial para o lançamento de satélites para a órbita geostacionária. O centro tem uma via férrea própria e uma auto-estrada directa para o local de lançamento. O Centro de Comando e Controlo está localizado a sete quilómetros das plataformas de lançamento, proporcionando o controlo de voo e segurança durante os lançamentos e ensaios.

Outras instalações em Xi Chang incluem o centro de controlo, os sistemas de abastecimento, os sistemas de comunicações para o comando do lançamento, telefone e comunicações de dados para os utilizadores, além de equipamento de suporte para monitorização meteorológica e previsão meteorológica.

O primeiro lançamento desde Xi Chang teve lugar às 1225UTC do dia 29 de Janeiro de 1984 quando um foguetão CZ-3 Chang Zheng-3 (CZ3-1) colocou em órbita o satélite experimental de comunicações Shiyan Weixing (14670 1984-008A). O lançamento do novo BeiDou-2 foi o 52º lançamento com sucesso a ter lugar desde Xi Chang.

Este foi o 4709º lançamento orbital levado a cabo desde 4 de Outubro de 1957, sendo o 125º lançamento orbital da China (3º em 2010) e o 53º lançamento orbital a ter lugar desde Xi Chang (2º em 2010).

A seguinte lista mostra o total de lançamentos previstos para cada polígono de lançamento em 2010. O primeiro número indica os lançamentos realizados, enquanto que o segundo número indica os lançamentos previstos. Quando surgir algum número entre parêntesis quererá indicar um lançamento falhado incluído nos lançamentos já realizados. os números serão actualizados à medida que se verificarem alterações.

GIK-5 Baikonur (Rússia / ILS / Kosmotras) – 9 / 32
GIK-1 Plesetsk (Rússia / Eurockot) – 3 / 11
Dombarovskiy (Rússia / Kosmotras) – 0 / 5
Cabo Canaveral AFS (EUA / ULA / SpaceX) – 3 / 16
Centro Espacial Kennedy (EUA) – 3 / 5
MARS White Sands – 0 / 1
Vandenberg AFB (EUA / ULA) – 0 / 8
Kodiak (EUA) – 0 / 2
Ilha de Omelek (SpaceX) – 0 / 2
Jiuquan (China) – 1 / 3
Xi Chang (China) – 2 / 10
Taiyuan (China) – 0 / 5
Tanegashima (Japão) – 1 / 2
CSG Kourou (Arianespace) – 1 / 7
Satish Dawan SHAR (Índia) – 1 (1) / 6
Semnan (Irão) – 0 / 1
Naro (Coreia do Sul) – 0 / 1
Palmachin – 0 / 1 

Imagens: CALT

Deixe um comentário