Briz-M explode em órbita e cria dezenas de detritos




Cerca de 80 detritos resultantes da explosão de um estágio superior Briz-M ocorrido a 16 de Outubro de 2012, foram até ao momento catalogados em órbita. Estes detritos são o resultado da explosão do estágio.

No dia 6 de Agosto o foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M (93531/99532) era lançado desde a Plataforma PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, transportando os satélites de comunicações Telkom-3 e Express-MD2. Devido a problemas ocorridos durante a terceira queima do estágio Briz-M (99532), a missão não foi bem sucedida e os dois satélites foram colocados em órbitas inúteis. O estágio Briz-M permaneceu também em órbita ainda com propolente nos seus tanques.

Devido à natureza corrosiva dos propolentes hipergólicos, as membranas das respectivas condutas do oxidante e do combustível ter-se-ão degradado permitindo assim o contacto entre os dois líquidos originando uma explosão que destruiu o estágio criando dezenas de detritos em órbita.

Os parâmetros orbitais dos detritos detectáveis em órbita estão e serão estudados de forma a determinar potenciais riscos de impacto noutros satélites em órbita.

Imagem: Roscosmos

Deixe um comentário