BepiColombo obtém luz verde para o local de lançamento

A primeira missão da Europa para Mercúrio estará pronta, em breve, para o transporte para o Porto Espacial, para iniciar os preparativos finais para o lançamento.

Ontem, a missão passou a principal inspecção, o que significa que os três veículos BepiColombo, juntamente com equipamentos terrestres e especialistas da missão, estão confirmados para iniciar o transporte do centro da ESA na Holanda, para o Porto Espacial da Europa em Kourou, na Guiana Francesa, no final do próximo mês. A janela de lançamento está aberta de 5 de Outubro a 29 de Novembro.


Tem sido uma estrada longa e, ocasionalmente, acidentada até este ponto, e ainda há muito a fazer até estarmos prontos para o lançamento,” diz Ulrich Reininghaus, director do projecto BepiColombo da ESA, “mas estamos extremamente satisfeitos por finalmente transferir os nossos preparativos para o lançamento, e agradecemos a todos que tornaram isto possível.

Paralelamente, continuamos com alguns testes de disparo de longa duração numa réplica do propulsor do módulo de transferência, em condições semelhantes ao espaço, para estarmos preparados para a nossa viagem a Mercúrio.”

Uma vez em Kourou, é necessário um período intensivo essencial de preparação, de seis meses, incluindo mais pontos de inspecção.

O trabalho inclui “vestir” a nave espacial com um isolamento protector, para se preparar para o ambiente espacial áspero e as temperaturas extremas que experienciará ao operar perto do Sol, conectando e testando as asas solares e os seus mecanismos de desdobramento, instalando o escudo solar, abastecendo e conectando as três aeronaves juntas.

As semanas finais verão as aeronaves empilhadas dentro da carenagem do foguetão Ariane 5, e a preparação do próprio veículo de lançamento, pronto para levar a missão numa viagem de sete anos ao redor do sistema solar interno para investigar os mistérios de Mercúrio.

 

Um módulo de transferência transportará duas sondas científicas para o planeta mais interno, usando uma combinação de energia solar, propulsão eléctrica e nove voos de aproximação assistidos pela gravidade da Terra, Vénus e Mercúrio para ajustar a trajectória.

As duas sondas farão medições complementares do planeta mais interno e do seu ambiente a partir de diferentes órbitas, desde o seu interior profundo à sua interacção com o vento solar, para fornecer a melhor compreensão de Mercúrio até à data, e como o planeta mais interno de um sistema solar se forma e evolui perto da sua estrela-mãe.

BepiColombo é um empreendimento conjunto entre a ESA e a Agência de Exploração Aeroespacial Japonesa, JAXA. A ESA fornece o Módulo de Transferência de Mercúrio, a Sonda Planetária de Mercúrio e o escudo solar e estrutura de interface, e a JAXA fornece a Sonda Magnetosférica de Mercúrio.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

 

%d blogueiros gostam disto: