BepiColombo com lançamento previsto em meados de Outubro

A primeira missão da Europa a Mercúrio terá como alvo o início da manhã de 19 de Outubro para o lançamento, anunciaram a Arianespace e a ESA.

Veja o vídeo

A missão conjunta ESA-JAXA BepiColombo será lançada num Ariane 5, a partir do Porto Espacial Europeu em Kourou, estabelecendo um trio de naves espaciais a caminho de Mercúrio. As naves espaciais viajarão juntas: um módulo de transferência transportará as duas sondas científicas – a Sonda Planetária de Mercúrio da ESA (Mercury Planetary Orbiter) e a Sonda Magnetosférica de Mercúrio da JAXA (Mercury Magnetospheric Orbiter) – utilizando uma combinação de energia solar e propulsão eléctrica, e nove sobrevoos de gravidade da Terra, Vénus e Mercúrio.

O lançamento está previsto para cerca da 01:45 GMT (03:45 CEST), equivalente a 18 de Outubro às 22:45 no horário local (GFT).

A data escolhida representa a primeira opção a ser lançada, tendo em consideração alguns testes adicionais não planeados realizados em Kourou. A janela de lançamento permanece aberta até 29 de Novembro.

Tivemos um grande começo na nossa campanha de lançamento em Kourou, e estamos no caminho certo para o lançamento em menos de noventa dias,” diz Ulrich Reininghaus, director do projecto BepiColombo da ESA.

Temos um cronograma incrivelmente lotado, mas é óptimo ver as nossas aeronaves a serem construídas em conjunto pela última vez.”

Desde a chegada ao Porto Espacial em maio, já foram concluídos muitos dos preparativos essenciais. Por exemplo, as aeronaves foram equipadas com os seus cobertores protectores de alta temperatura, os tanques de xénon e azoto foram verificados, carregados e pressurizados, e os testes de desdobramento e instalações finais dos painéis solares estão em andamento.

As simulações para as operações importantes também já começaram no centro de operações da ESA em Darmstadt, na Alemanha. O pessoal também está a praticar eventos não rotineiros de modo a estar preparado para todas as eventualidades na jornada para Mercúrio.

Veja o vídeo

O complexo da aeronave “empilhada” fará o primeiro sobrevoo a Mercúrio três anos apenas após o lançamento. Uma série de instrumentos científicos estará activa durante o sobrevoo planetário, com as câmaras web do módulo de transferência a oferecer o potencial para capturar imagens simples antes que a principal câmara de ciência esteja operacional na órbita a Mercúrio.

Uma vez separadas nas suas órbitas finais, as duas sondas científicas farão medições complementares do planeta mais interno e do seu ambiente, desde o seu interior profundo até à sua interacção com o vento solar, para fornecer a melhor compreensão de Mercúrio, até hoje. Os resultados fornecerão uma visão de como o planeta mais interno de um sistema solar se forma e evolui próximo da sua estrela-mãe.

Confira a nossa galeria para actualizações regulares de imagens a partir do Porto Espacial.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário