Atlantis regressa a casa – o fim de uma era




O vaivém espacial OV-104 Atlantis aterrou em segurança na Pista 15 do Centro Espacial Kennedy às 0957:00UTC do dia 21 de Julho de 2011, marcando assim o final da missão STS-135 e o final de uma época  na Era Espacial.

A missão STS-135 foi uma missão logística à estação espacial internacional e teve como principal objectivo abasrecer a ISS de equipamento e mantimentos necessários para um ano de operações.

A bordo do Atlantis seguiam os astronautas Christopher Fergusson, Douglas Hurley, Sandra Magnus e Rex Walheim.

O trem de aterragem principal tocou na pista de aterragem às 0957:00UTC (12 dias 18 horas 27 minutos 56 segundos), enquanto que o trem de aterragem dianteiro tocou na pista às 0957:20UTC (12 dias 18 horas 28 minutos 16 segundos). O Atlantis imobilizou-se na pista às 0957:54UTC (12 dias 18 horas 28 minutos 50 segundos).

Chega assim ao fim a era dos vaivéns espaciais iniciada nos anos 70 com os testes aerodinâmicos do vaivém Enterprise. O primeiro voo espacial de um vaivém teve lugar a 12 de Abril de 1981 com a missão STS-1 do vaivém espacial Columbia. Seguiu-se o vaivém espacial Challenger a 4 de Abril de 1983, o Discovery a 30 de Agosto de 1984, o Atlantis a 3 de Outubro de 1985 e o Endeavour a 7 de Maio de 1992.

Mais do que uma nave espacial, o vaivém espacial inspirou milhares e milhares de jovens e adultos a seguir uma carreira na área espacial, ajudando a projectar a imaginação da humanidade. Tendo por objectivo fazer diminuir os custos do acesso por kg ao espaço, o vaivém espacial dificilmente atingiria este objectivo mas as missões que levou a cabo ajudaram no desenvolvimento espacial e melhoraram o nosso dia à dia na Terra.

É assim com uma amargura que vejo o fim destes veículos. Com a incerteza sobre o futuro espacial dos Estados Unidos, a Aventura Espacial irá continuar nas asas das Soyuz TMA e das Shenzhou.

Dificilmente num futuro próximo veremos um veículo semelhante ao vaivém espacial que deixa a sua marca na história e no imaginário de todos nós.

Imagem: NASATV

Deixe um comentário