Astronautas realizam passeio espacial



iss036e016704

Dois astronautas da Expedição 36 a bordo da estação espacial internacional, realizaram uma actividade extraveícular, ou passeio espacial, no dia 9 de Julho de 2013. Na denominada EUA EVA-22, participaram os astronautas Chris Cassidy (EUA) e Luca Parmitano (Itália), sendo esta a primeira actividade extraveícular para um cidadão italiano.

Antes do início do passeio espacial, a tripulação da Expedição 36 auxiliou os dois homens a realizarem os procedimentos de preparação para as actividades no exterior da ISS evitando assim que os dois homens passassem a noite no interior do módulo Quest. Denominado, In-Suit Light Exercise (ISLE) EVA Pre-Breathe Protocol, este procedimento não requer que os astronautas que estão a preparar uma actividade extraveícular passem a noite no Quest no denominado exercício CEVIS. O procedimento consiste na respiração durante 60 minutos utilizando uma máscara no interior da escotilha com uma pressão reduzida a 10,2 psi. De seguida, os dois homens envergaram os seus fatos extraveículares EMU e realizaram a purga standard dos EMU antes da escotilha ser repressurizada para o ambiente da ISS. Após este procedimento, os dois astronautas passaram 100 minutos em pré-respiração utilizando os seus fatos, 50 minutos dos quais são compostos por exercícios físicos ligeiros intercalados com 50 minutos de descanso.

Após estes exercícios, tiveram início as operações no exterior com Cassidy a dirigir-se para o topo da estrutura Z1 para proceder à remoção e substituição de um Space-to-Ground Transmitter Receiver Controller que havia avariado no final de 2012. Por seu lado, Parmitano dirigiu-se para o Express Logistics Carrier-2 (ELC-2) onde fez a recolha de duas experiências que eram parte da Materials International Space Station Experiment-8 (MISSE-8), nomeadamente o Optical Reflector Materials Experiment III (ORMatE-III) e o Payload Experiment Container, que determinaram os impactos do ambiente espacial nos materiais e em elementos de processadores. Ambas as experiências serão trazidas de volta para a Terra a bordo da missão CRS-3 (SpX-3) em finais de 2013 ou princípios de 2014. Luca Parmitano também procedeu ao registo fotográfico do Alpha Magnetic Spectrometer-2 para assim fornecer detalhes do seu estado actual.

iss036e016610

Assim que os dois homens finalizaram as suas tarefas iniciais, juntaram-se para remover dois RGB (Radiator Grapple Bars) que chegaram na missão CRS-2 (SpX-2), sendo depois instalados em ambos os lados da estrutura principal da ISS. O transporte do RGB para os locais de trabalho foi feito por Parmitano que foi deslocado na extremidade do Space Station Remote Manipulator System (SSRMS) conduzido desde o interior da estação pela astronauta Karen Nyberg. Por seu lado, Cassidy procedeu à sua fixação. Parmitando também procedeu à remoção da Mobile Base Camera Light Pan-Tilt Assembly que havia falhado durante a chegada do veículo de carga HTV-3 em 2012.

Chris Cassidy procedeu também à instalação de cabos de fornecimento de energia para apoio da chegada do novo módulo russo em princípios de 2014. O novo módulo, baptizado de Nauka, será utilizado como laboratório de investigação, porto de acoplagem e escotilha de acesso ao exterior da ISS, substituindo o módulo Pirs. Os cabos foram ligados desde o módulo Unity para a interface entre o Pressurized Mating Adapter-1 e o módulo Zarya, preparando assim uma actividade extraveícular russa que irá finalizar posteriormente estas tarefas. De seguida, Cassidy instalou novos sistemas que proporcionam uma maior redundância energética e maior estabilidade aos componentes críticos da estação espacial.

Os dois homens deveria de seguida proceder à colocação de uma camada isoladora para proteger a interface de acoplagem no Pressurized Mating Adapter-2, porém esta tarefa foi totalmente finalizada por Luca Parmitano.

iss036e016535

iss036e016630

iss036e016781

iss036e016820

iss036e016920

iss036e016999

Imagens: NASA

Deixe um comentário