Astronauta Richard Linnehan visita a Universidade do Minho




O astronauta norte-americano Richard Michael Linnehan, veterano de quatro voos a bordo do vaivém espacial, irá estar presente na Universidade do Minho no próximo dia 11 de Janeiro na apresentação de uma palestra intitulada "Space Odysseys" organizada pela Escola de Ciências daquela universidade e com o apoio da Embaixada dos Estados Unidos da América em Portugal.

A palestra terá lugar no Anfiteatro da Escola de Ciências, Campus de Gualtar, Braga e a entrada é entrada na palestra é livre, mas requer inscrição até dia 10 de Janeiro através do e-mail sec@ecum.uminho.pt.

O Médico Veterinário Richard M. Linnehan nasceu a 9 de Setembro de 1957, em Lowell, Massachusetts. Frequentou o ensino secundário em Pelhan, New Hampshire, e recebeu o seu Bacharelato em Zoologia em 1980 pela Universidade do New Hampshire. Posteriormente completou o seu Doutoramento em Medicina Veterinária em 1985 pela Universidade Estadual do Ohio. Após completar o seu doutoramento, Linneham ingressou na carreira veterinária e de seguida recebeu uma bolsa de investigação por dois anos em medicina animal e patologia comparativa no Jardim Zoológico de Baltimore e na Universidade de Johns Hopkins.

Em 1989 ingressou no Exército dos Estados Unidos, sendo comissionado para o Centro Naval de Sistemas Oceânicos em San Diego, Califórnia, tendo aí executado as funções de veterinário clínico no Projecto dos Mamíferos Marinhos.

Foi seleccionado para astronauta em Março de 1992 e em Agosto do ano seguinte completava o treino e o curso que o qualificou como especialista de voo do vaivém espacial. A sua primeira função como astronauta foi no Laboratório de Integração de Aviónicos do Vaivém Espacial.

Participou em quatro missões espaciais: STS-78 a bordo do vaivém espacial OV-102 Columbia, uma missão para estudar as ciências da vida e a microgravidade; STS-90 (Columbia), uma missão para estudar os efeitos da microgravidade no cérebro e no sistema nervoso; STS-109 (Columbia), a quarta missão de reparação e manutenção do telescópio espacial Hubble; e STS-123 (OV-105 Edeavour), uma missão que transportou parte do laboratório espacial japonês Kibo para a estação espacial internacional.

Richard Linnehan passou mais de 59 dias em órbita e acumulou 42 horas e 11 minutos de experiências em seis actividades extraveículares.

Imagem: NASA

Deixe um comentário