AMOS-4 lançado com sucesso



Zenit_013

O satélite de comunicações israelita AMOS-4 foi colocado em órbita com sucesso a partir do Cosmódromo de Baikonur, marcando assim o regresso ao activo do foguetão Zenit-3SL depois do acidente ocorrido a 1 de Fevereiro de 2013 e que resultou na perda do satélite Intelsat-27 após o seu lançamento desde a Plataforma Odyssey, no Oceano Pacífico.

O lançamento teve lugar às 2005:00UTC do dia 31 de Agosto de 2013 e foi levado a cabo pelo foguetão Zenit-3SLB/DM-SLB (SLB60.6/6L) a partir da Plataforma de Lançamento PU-1 do Complexo de Lançamento LC45.

O satélite AMOS-4 é um satélite de comunicações que transporta 8 repetidores de banda Ku e 4 repetidores de banda Ka. No lançamento o satélite tem uma massa de 4.260 kg. O satélite foi construído pela IAI e é baseado na plataforma AMOS-HP, sendo operado pela Spacecom Ltd.

A missão decorreu como previsto com a ignição dos motores do primeiro estágio a ter lugar às 2004:55UTC e com o lançamento a ocorrer às 2005:00UTC. O final da queima e separação do primeiro estágio ocorria às 2007:19UTC, enquanto que a separação da carenagem tinha lugar às 2010:10UTC. Terminada a queima do segundo estágio, ocorria a separação do estágio superior Blok DM-SLB com o satélite AMOS-4 às 2013:29UTC.

Esta missão veria três queimas por parte do estágio superior. A primeira queima ocorreu entre as 2013:43UTC e as 2017:37UTC. A segunda queima ocorreu entre as 2119:55UTC e as 2125:38UTC, enquanto que a terceira e última queima ocorreu entre as 0238:31UTC e as 0239:32UTC. A separação do satélite AMOS-4 ocorreu pelas 0250:22UTC.

Estatísticas:

– Lançamento orbital: 5298

– Lançamento orbital com sucesso: 4955

– Lançamento orbital Rússia: 3109

– Lançamento orbital Rússia com sucesso: 2958

– Lançamento orbital desde Baikonur: 1406

– Lançamento orbital desde Baikonur com sucesso: 1324

Para 2013 estão agora previstos 95 lançamentos orbitais. A seguinte tabela mostra os totais de lançamentos executados este ano em relação aos previstos para cada polígono (entre parêntesis estão os lançamentos fracassados se for o caso):

Baikonur – 15 (1) / 25

Plesetsk – 3 / 10

Dombarovskiy – 1 / 2

Cabo Canaveral AFS – 7 / 12

Wallops Island MARS – 1 / 3

Vandenberg AFB – 3 / 5

Jiuquan – 3 / 4*

Xichang – 1 / 3

Taiyuan – 1 / 7*

Tanegashima – 2 / 3

Kagoshima – 0 / 1

Kourou – 6 / 9

Satish Dawan, SHAR – 2 / 5

Sohae – 0 / 1*

Semnan – 1 (1?)* / 4*

Naro – 1 / 1

Odyssey – 1 (1) / 1

* Valores incertos

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo 40,0% foram realizados pela Rússia; 24,4% pelos Estados Unidos (incluindo ULA, SpaceX e Orbital SC); 13,3% pela Arianespace; 11,1% pela China; 4,4 % pela Índia; 4,4% pelo Japão; e 2,2% pela Coreia do Sul.

Os próximos cinco lançamentos orbitais previstos são:

02 Ago (????:??) – CZ-4C Chang Zheng-4C – Jiuquan, LC43/603 – YG-17 Yaogan Weixing-17

03 Set (0445:00) – Epsilon-1 – Uchinoura, Kagoshima – SPRINT-A

07 Set (0327:00) – Minotaur-V – MARS Wallops Island, LP-0B – LADEE

11 Set (2323:00) – Rokot-M/Briz-KM (4926391838/72519) – GIK-1 Plesetsk, LC133/3 – Gonets-M (x3)

16 Set (2141:02) – 8K82KM Proton-M/Briz-M (93539/99540) – Baikonur, LC200 PU-39 – Astra-2E

Imagem: TsENKI

Deixe um comentário