Ainda os problemas com o Falcon-9




A SpaceX alterou as suas declarações em relação aos acontecimentos que marcaram a fase inicial da sua missão SpaceX-1.

Aproximadamente a T+1m19s são visíveis alterações da forma da chama provocada pelos nove motores do primeiro estágio. Segundo as declarações iniciais da SpaceX, o computador de bordo haviam detectado uma anomalia num dos motores do primeiro estágio. Os dados iniciais mostram que um dos motores Merlin-1C, o motor n.º 1, teve uma perda súbita de pressão, tendo sido emitido de imediato um comando de desactivação. As imagens do lançamento mostraram uma alteração na chama resultando dos nove motores e o que pareciam ser detritos. No entanto, os dados de telemetria proveniente do lançador indicavam que o motor permanecia intacto. Assim, os detritos observados são partes da fuselagem que protege o motor das forças aerodinâmicas e que se terá rompido. Nenhum dos outros motores foi afectado.

Entretanto, a SpaceX esclarece agora que os detritos visíveis são resultantes da separação de painéis no próprio motor que têm como função libertar o excesso de pressão, referindo ainda que nem o motor em causa nem os restantes oito motores foram afectados no seu desempenho por esta situação.

Imagem: NASA

Deixe um comentário