Aeronave BepiColombo empilhada



BepiColombo, uma missão conjunta da ESA e da JAXA para Mercúrio, completou os seus testes finais na configuração de lançamento, a última vez que estará empilhada assim antes de ser reagrupada no local de lançamento, no próximo ano.

A imagem foi tirada no dia 7 de Julho, durante um evento de imprensa exclusivo, onde os meios de comunicação foram convidados a ver BepiColombo no centro de testes da ESA. Nas próximas semanas, os três elementos da nave espacial serão separados para um conjunto final de testes.

O Módulo de Transferência de Mercúrio é visto na parte inferior do conjunto empilhado, com uma matriz solar dobrada visível à direita. Quando ambas as matrizes solares estão desdobradas, medem cerca de 30 m. O módulo usará a propulsão solar-elétrica, bem como a ajuda da gravidade da Terra, Vénus e Mercúrio, para transportar as duas sondas científicas para a órbita de Mercúrio.

A Sonda Planetária de Mercúrio da ESA encontra-se no meio da pilha (com a matriz solar dobrada para a esquerda e a antena à direita). A Sonda Magnetosférica de Mercúrio (MMO) da JAXA fica no topo da pilha de 6 m de altura. Durante a viagem a Mercúrio, estará protegida pela Estrutura de Interface e Sonda Magnetosférica de Proteção Solar (MOSIF), que nesta imagem se encontra no chão à direita.

Depois de chegarem a Mercúrio, os módulos separar-se-ão e, a partir das suas respetivas órbitas, as sondas científicas farão medições complementares do interior, superfície, exosfera e magnetosfera de Mercúrio, investigando assim muitas das questões abertas levantadas pela missão Messenger da NASA.

Os testes finais, concluídos na configuração de lançamento, da BepiColombo – também com o MOSIF instalado – incluíram testes de vibração para simular as condições de agitação no lançamento. Nas próximas semanas, a montagem será desmontada e os módulos individuais serão submetidos a verificações finais após o teste de vibração, incluindo testes de desdobramento das matrizes solares. Além disso, o módulo de transferência passará por um teste de vácuo térmico, para simular as condições ambientais extremas esperadas durante a viagem.

Está programado que a aeronave deixe a Europa em Março, com lançamento, a partir de Kourou, Guiana Francesa, previsto para Outubro de 2018 e chegada a Mercúrio no final de 2025.

Veja aqui as actualizações mais recentes e a galeria de vídeos para exemplos de alguns dos recentes testes.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  , ,

Deixe um comentário