Actividade espacial da China em 2015



china_flag

A realização de 16 lançamentos orbitais em 2014, todos eles bem sucedidos, e o teste do regresso à Terra de um protótipo da cápsula espacial que será utilizada na missão lunar Chang’e-5, foram alguns dos feitos espaciais da China no ano anterior.

Sendo sempre difícil quantificar o calendário de lançamentos orbitais Chineses, o ano de 2015 deverá assistir a cerca de 20 lançamentos orbitais por parte da potência Asiática numa altura em que se prepara para colocar em órbita, em 2016, a estação espacial TG-2 Tiangong-2 e levar a cabo o lançamento de uma nova missão espacial tripulada, a SZ-12 Shenzhou-12. Em 2015 a China deverá inaugurar o seu novo polígono de lançamentos orbitais, o Centro Espacial de Wenchang.

O ano de 2015 deverá ter uma grande actividade no Centro de Lançamento de Satélites de Xichang que em 2014 somente registou dois lançamentos orbitais. São várias as missões comerciais previstas para 2015, entre as quais o lançamento dos satélites de comunicações LaoSat-1 (para o Laos) e Apstar-9, em Outubro, além dos satélites CongoSat (para o Congo), BelinterSat-1 (para a Bielorrússia), ZX-11 Zhongxing-11 e ZX-M Zhongxing-M.

De Xichang serão ainda lançados os primeiros satélites Beidou-3 e o satélite de detecção remota GF-4 Gaofen-4 que deverá operar da órbita geossíncrona.

O Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan deverá assistir ao lançamento do satélite de detecção remota por radar GF-3 Gaofen-3, do TH-1 Tianhui-1 (3) para a realização de trabalhos de mapeamento da superfície terrestre e provavelmente do terceiro satélite Kuaizhou.

Na calha estarão também os lançamentos de vários satélites Yaogan Weixing tanto desde Jiuquan como do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan. Desde Taiyuan deverão também ser lançados os satélites ZY-3 Ziyuan-3 (2) e o satélite meteorológico FY-3D Fengyun-3D. O lançamento inaugural do novo foguetão de propulsão sólida CZ-11 Chang Zheng-11 deverá ter lugar também desde Taiyuan.

O novo Centro Espacial de Wenchang deverá ser inaugurado este ano com o lançamento do novo foguetão CZ-6 Chang Zheng-6 transportando o satélite CG-1 Changguang-1 (JL-1 Jinlin-1).

Deixe um comentário