A China e a exploração do Sistema Solar



China PlanetaryProgram_redux

Com o recente regresso à Terra da cápsula Xiaofei após uma viagem em torno da Lua, a China prepara-se para dar mais um passo no seu ambicioso programa de exploração lunar.

Porém, desenganem-se aqueles que pensam que este país asiático se encontra dependente de «corridas» tecnológicas sem sentido com os seus vizinhos espaciais, tais como a Índia ou o Japão. Se essa corrida existe, então a China corre sozinha numa maratona que não se limita ao nosso satélite natural.

Recentemente surgiram informações que mostram um ambicioso plano de exploração do nosso Sistema Solar que para além das missões lunares prevê o envio de missões a Marte, Vénus, Júpiter e a Ceres.

Ainda antes de enviar a Chang’e-5 para a Lua, a China planeia o lançamento da sonda Chang’e-4 que será semelhante à Chang’e-3. Aliás, a Chang’e-4 foi construída como veículo suplente da missão anterior, porém a sua missão não se limitará a uma repetição dos feitos da Chang’e-3 e do veículo Yutu, estando a ser revista pelos especialistas Chineses. O seu lançamento está previsto para  2017, sendo adiada da sua data original de 2016.

Inicialmente prevsita para 2017, o lançamento da Chang’e-5 está agora previsto para 2018. Esta será a primeira missão da terceira fase do programa de exploração lunar da China, tendo como objectivo a obtenção de uma amostra do solo lunar e posterior transporte para a Terra.

Com a introdução do novo Centro de Lançamento de Satélites de Hainan / Wenchang e com a introdução da nova família de lançadores CZ-5 Chang Zheng-5, a China irá iniciar a exporação dos planetas do Sistema Solar. Assim, em 2020 deverá ser lançado o Veículo Orbital de Detecção Remota Global de Marte que deverá transportar um pequeno rover.

Em 2022 prevê-se o lançamento da MIssão de Detecção de Multi-Asteróides Próximos da Terra e no ano seguinte será lançada uma nova missão a Marte que deverá descer na superfície do planeta e transportar um veículo automático de exploração. Em 2024 está previsto o lançamento de uma missão orbital de exploração de Vénus e em 2025 uma missão que deverá obter amostras da superfície do asteroide Ceres.

Em 2028 a China prevê o envio de uma missão a Júpiter.

Deixe um comentário