A China chegou à Lua!!



China LunaRover002

A China levou a cabo com sucesso a primeira alunagem suave do Século XXI, 37 anos depois da última sonda ter descido na superfície do nosso satélite natural. A Chang’e-3, transportando o veículo lunar Yutu, tocou na superfície do Mare Imbrium (a 43 km a Sul da cratera Laplace F) às 1311:18,695UTC do dia 14 de Dezembro de 2013.

Após entrar em órbita lunar no passado dia 6 de Dezembro, a Chang’e-3 ficou colocada numa órbita a 100 km de altitude na qual se preparou para a descida. Esta foi composta por seis fases de desaceleração para descer desde uma altitude de 15 km utilizando um motor de potência variável. Durante a descida a atitude da sonda foi controlada por 28 pequenos propulsores.

Após a manobra de desaceleração às 1259:52,128UTC, o veículo rapidamente ajustou a sua atitude, aproximando-se da superfície lunar. Durante esta fase os instrumentos analisaram a área planeada para a descida, podendo pairar sobre a superfície a uma altitude de 100 metros para analisar a área de descida. O motor principal foi automaticamente desligado a uma altitude de 4 metros, permitindo assim que o veículo caísse livremente sobre a superfície lunar. A alunagem teve lugar a 19,51º O, 44,12º N.

Após a alunagem procedeu-se à abertura dos painéis solares e aos preparativos para a saída do rover Yutu a 15 de Dezembro. A Chang’e-3 activa e inicia o rover Yutu que começa a comunicar com o centro de controlo na Terra. Após as comunicações serem estabelecidas com sucesso, o Yutu liberta os mecanismos de fixação e desloca-se para o mecanismo de transferência. Este mecanismos irá depois ser controlado para descer para a superfície da Lua. O Yutu desce então para o solo lunar e afasta-se da Chang’e-3.

A viagem da Chang’e-3 para a Lua decorreu sem problemas. Após se separar do terceiro estágio do seu foguetão lançador às 1748:59.742UTC do dia 1 de Dezembro, a sonda procedeu à colocação em posição das pernas de suporte às 1815UTC e à abertura dos painéis solares às 1817UTC. A sonda foi colocada nua órbita a 210,3 x 389109,2 km x 28,5º que iria necessitar de pelo menos três correcções de trajectória. A primeira teve lugar às 0750UTC do dia 2 de Dezembro e a segunda ocorreu às 0820UTC do dia 3 de Dezembro. Os resultados desta segunda correcção foram excelentes e a terceira correcção acabaria por sem cancelada.

Após entrar em órbita lunar, a Chang’e-3 começou a preparar os seus sistemas para a parte mais importante da sua missão. A 10 de Dezembro a sonda executou uma manobra para baixar o perigeu lunar. A operação teve início às 1000UTC e a manobra teve lugar após a Chang’e-3 passar pelo lado mais afastado da Lua às 1037UTC. A ignição do seu motor principal teve início às 1320UTC e terminou às 1324UTC. A sonda ficaria numa órbita a 15 x 100 km.

Durante a exploração lunar, o Yutu será capaz de transmitir imagens em directo para além de levar a cabo várias experiências na área da astronomia e de análise do solo.

Deixe um comentário