2010-028 15A18 Dnepr-1 (4503261316) * Prisma (Mango), Prisma (Tango), Picard, BPA-1



A ISC Kosmostras levou a cabo o lançamento de três satélites às 1442:16UTC do dia 15 de Junho de 2010 a partir do Complexo de Lançamento LC13 do Cosmódromo de Dombarovskiy (Yasniy), Rússia. Um foguetão 15A18 Dnepr-1 (4503261316) transportou os satélites Prisma (Mango), Prisma (Tango) e Picard, além de um pequeno contentor tecnológico que permaneceu acoplado ao último estágio do lançador.

Os satélites Prisma começaram a ser desenvolvidos desde 2005 e têm como objectivo testar tecnologias de encontro e acoplagem em órbita. O satélite Mango tem uma massa de 140 kg e está equipado com três sistemas de propulsão, com dois destes sistemas a utilizarem HPGP (uma mistura de dinitramida de amónia com água, metanol e amoníaco) e micro propulsão, e o terceiro a utilizar hidrazina.Este satélite é estabilizado nos seus três eixos espaciais utilizando giroscópios e sensores estelares, contendo também um sistema VBS. Este satélite é também capaz de comunicar com as estações terrestres.

Por seu lado, o satélite Tango tem uma massa de 40 kg e tem a função de «alvo» para o satélite Mango, contendo somente um sistema de controlo de atitude nos seus três eixos espaciais utilizando um controlo magnético e sem capacidade de translacção. Este satélite está equipado com um sistema GPS que pode enviar dados para o satélite Mango através de uma ligação entra satélite. Apesar dos satélites serem muito diferentes, ambos os veículos possuem sistemas aviónicos muito semelhantes tendo a bordo o mesmo processador e uma arquitectura de comunicações interna muito semelhante.

O satélite Picard tem como objectivo a medição simultânea da irradiância absoluta total e espectral do Sol, além do diâmetro e da forma do Sol, e a análise do interior do Sol através do método de heliossismologia. Obtendo estas missões ao longo de toda a sua missão, os dados irão permitir estudar as suas variações como função da actividade solar. A bordo transporta um radiometro diferencial absoluto e um sensor bolométrico (SOVAP) e um conjunto de três fotometros para estudar a formação de ozono e a sua destruição (PREMOS), além de um dradiometro diferencial absoluto para medir a irradiância solar total. Transporta também o SODISM, um telescópio equipado com um sistema CCD.

Permanecendo acoplado ao último estágio do lançador encontra-se o BPA-1 (Блок перспективной авионики-1) que irá testar equipamento de navegação para veículos espaciais e aviões civis.

A seguinte lista mostra o total de lançamentos previstos para cada polígono de lançamento em 2010. O primeiro número indica os lançamentos realizados, enquanto que o segundo número indica os lançamentos previstos. Quando surgir algum número entre parêntesis quererá indicar um lançamento falhado incluído nos lançamentos já realizados. os números serão actualizados à medida que se verificarem alterações.

GIK-5 Baikonur (Rússia / ILS / Kosmotras) – 10 / 30
GIK-1 Plesetsk (Rússia / Eurockot) – 3 / 11
Dombarovskiy (Rússia / Kosmotras) – 1 / 4
Cabo Canaveral AFS (EUA / ULA / SpaceX) – 5 / 16
Centro Espacial Kennedy (EUA) – 3 / 5
MARS White Sands – 0 / 1
Vandenberg AFB (EUA / ULA) – 0 / 8
Kodiak (EUA) – 0 / 2
Ilha de Omelek (SpaceX) – 0 / 2
Jiuquan (China) – 2 / 4
Xi Chang (China) – 2 / 10
Taiyuan (China) – 0 / 3
Tanegashima (Japão) – 1 / 2
CSG Kourou (Arianespace) – 1 / 7
Satish Dawan SHAR (Índia) – 1 (1) / 6
Semnan (Irão) – 0 / 1
Naro (Coreia do Sul) – 0 / 1
Palmachin – 0 / 1

Deixe um comentário