Contagem decrescente para o “Grande Final” de Cassini

Após quase 13 anos em órbita ao redor de Saturno, a missão internacional Cassini-Huygens está prestes a entrar no seu último capítulo: a nave espacial realizará uma série de mergulhos ousados entre o planeta e os seus anéis, conduzindo a uma queda dramática final na atmosfera de Saturno, no dia 15 de Setembro.

No dia 22 de abril, Cassini executou, com sucesso, o seu 127º e último voo aproximado da maior lua de Saturno, Titã.

A manobra colocou a aeronave na sua trajetória do ‘grande final’: uma série de 22 órbitas, cada uma com duração de cerca de uma semana, aproximando-se de Saturno e passando entre os anéis mais íntimos do planeta e a sua atmosfera exterior. A primeira travessia do plano anelar ocorrerá no dia 26 de abril.

Com os repetidos mergulhos nesta região ain...

Leia mais

Aproximação a Titã a 22 de abril de 2017

Nas primeiras horas da manhã do dia 22 de Abril de 2017, a missão internacional Cassini-Huygens fez o seu último voo acercado à maior lua de Saturno, Titã, chegando a 1000 km deste astro revestido de atmosfera.

A fotografia aqui apresentada é uma imagem natural, enviada ontem à Terra, obtida no sábado às 18:42 GMT. É uma das muitas imagens que podem ser encontradas no Arquivo de imagens em bruto de Cassini.

A última aproximação de Cassini usou a gravidade de Titan para lançar o satélite na fase final da sua missão, configurando-o para a “Grande Final” que inclui uma série de 22 órbitas semanais, na qual o satélite mergulhará entre os anéis internos de Saturno e a atmosfera externa do planeta. O primeiro desses mergulhos no plano anelar ocorre na quarta-feira.

Cassini ...

Leia mais

Capital Portuguesa

Para as comemorações do Dia da Liberdade, Lisboa vista do espaço com destaque para o Parque Florestal de Monsanto.

Notícia e imagem: ESA

Leia mais

Notícias da ESA (689)

ESA

As mais recentes notícias da ESA…

– ESA boosting its Argentine link with deep space

– Paving the way

– The way we were

– Countdown to Cassini’s Grand Finale

– Seeing Cygnus

Leia mais

Experiências com células estaminais a bordo do Tianzhou-1

A China está a levar a cabo experiências com células estaminais a bordo do veículo de carga TZ-1 Tianzhou-1. O objectivo destas experiências é o de determinar a possibilidade da reprodução humana no espaço.

As experiências incluem o estudo da proliferação e diferenciação das células estaminais, a diferenciação das células germinativas, e o impacto nas células ósseas do ambiente de microgravidade. As experiências serão remotamente controladas a partir do solo por parte dos cientistas Chineses que irão receber imagens de microscópio do desenrolar das experiências.

Outras experiências a bordo do Tianzhou-1 incluem a investigação sobre a evaporação e condensação de fluídos em microgravidade, testes de acelerómetros de alta precisão, etc.

A missão do TZ-1 terá um...

Leia mais

Tianzhou-1 acopla com Tiangong-2

O veículo de carga TZ-1 Tianzhou-1 acoplou com sucesso com a estação espacial TG-2 às 0416UTC do dia 22 de Abril de 2017. Esta foi a primeira de três acoplagens previstas para esta missão.

O TZ-1 havia sido lançado a 20 de Abril a partir do Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang pelo foguetão CZ-7 Chang Zheng-7 (Y2). Após se separar do último estágio do foguetão lançador, o Tianzhou-1 ficou colocado numa órbita com um perigeu a 198 km de altitude, apogeu a 372 km de altitude e inclinação orbital de 42,8º. Mais tarde a órbita seria alterada para um perigeu a 311 km de altitude e apogeu a 369 km de altitude.

Esta é a primeira missão logística da China num passo importante para o estabelecimento de uma estação espacial permanente em órbita terrestre a partir de 2018/2019...

Leia mais